OS QUADRADOS MÁGICOS - A GRANDE PIRÂMIDE - O AUTOR DO PROJETO - PARTE III

02/10/2013 11:50

Qual era a finalidade de projetar e construir um monumento como a Grande Pirâmide no planeta Terra? Uma das coisas que não era, seria a de servir de tumba do Faraó Queops. A Grande Pirâmide sobressai como uma das criações mais espetaculares e geniais da história da arquitetura. Isto aliado  aos mistérios insolúveis que ainda carrega, como por exemplo: sua localização - no centro da superficie da Terra; como foi construída e por quem; e mais quem é o Autor do Projeto.

Como vemos no Projeto da Grande Pirâmide há um envolvimento de grandezas incríveis, algumas das quais não imaginamos sequer. Mas pelo que tenho demostrado através do QM de ordem 9 (Fig. abaixo), podemos já ter uma ideia até onde podemos chegar.

Antes de qualquer demostração a respeito do Autor do Projeto da Grande Pirâmide, é necessário esclarescer que o nome do Autor, não é um nome de ficção científica e que às vezes coincide com a realidade. O nome existe e é  REAL, e por isso mesmo, podem não acreditar!

 

O NOME DO AUTOR - FASE I - OS SINAIS

 

Como vamos a falar de números (já que o nome do Autor está relacionado com eles), é importante ter uma visão deles - os números. O conceito de número na sua forma mais simples é claramente abstrata e intuitiva. Mas Pitágoras acreditava que em todas as coisas estão os números. São os números que ordenam a constitiução do Universo.  Ele relatou  que, durante o sonho estivera ele a analisar as coisas sensíveis. Dessa análise verificara que a realidade das mesmas era dada pelas estruturas geométricas, e esta, pelos números matemáticos.

 

Mas não é do sonho de Pitágoras que vamos  a falar, mas sim das  estruturas geométricas e números matemáticos. A visão e o alcance que tive neste Projeto da Grande Pirâmide (GP), foi como uma revelação dada a cada momento que observaba  o Quadrado Mágico (QM) de Ordem 9. Aos poucos os números matemáticos deste QM foram  definindo a própria estrutura da GP. Uma vez concluído, a simplicidade dos cálculos matemáticos vejo a tona (ver Quadrados Mágicos - A Grande Pirâmide - Parte I).

 

    PROJETO ORIGINAL DA GRANDE PIRÂMIDE

 

       

         QUADRADO MÁGICO DE ORDEM 9

 

Mas isto não foi o fim, mas o começo. Pois faltava por descobrir que "inteligência" estava por trás disto. Se o nome do AUTOR do Projeto da GP não estava materializado na estrutura da GP, então teria que estar contido  no próprio projeto, o qual é visto acima. Seria através de um estudo mais amplo. No análise destes números cheguei a descobrir algo com o qual não estava preparado e as surpresas foram acontecendo.

A primeira surpresa aconteceu na contagem dos  números/códigos que fazem parte da esrtrutura da GP. O total dos números encontrados que fazem parte do Projeto foi 33. Se este número teria algúm significado maior é o que veremos nesta obra.

A princípio este número - 33 - representava muitas coisas importantes. Há 33 voltas completas na sequência do DNA e 33 vértebras no corpo humano. Desde a antiguidade, o número 33 vem sendo explorado pelas sociedades secretas. Na maçonaria, refere-se ao grau máximo. Na cabala há 33 caminhos E também este número referia-se à idade de JESUS CRISTO.  Isto é o que me toucou mais. Uma pequena luz começava a brilhar no fundo dos meus pensamentos.   

Alguém pode pensar que os números - em ordem de 33 - que compõem a construção da Grande Pirâmide foram escolhidos  a propósito. Tentem mexer ou tirar um número e as estruturas da Grande Pirâmide se abalarão. Tirar ou mexer um número pode significar um resultado diferente. Por exemplo o número de degraus que é 206, sendo maior ou menor que isso vai a influênciar  no peso da estrutura, isso quer dizer que o cálculo do peso da Terra não seria tão exato. No final de contas a Grande Pirâmide acabaria a ser mais uma entre as outras.

Lógico que isto não é  tudo sobre o número 33. Aquela  pequena luz que começava a brilhar não podia deixar apagar-la.  Vejamos o que mais dizem os números da Grande Pirâmide. Somemos  separadamente os números pares e ímpares:

Números pares:      54 + 6 +  38 + 14 + 46 + 8 + 40 + 32 + 50 + 42 + 10 + 2 + 68 + 44 + 12 + 4 = 470. 

Números ímpares:      37 + 21 + 5 + 7 +39 + 23 + 57 + 9 + 41 + 25 + 1 + 59 + 43 + 11 + 3 + 77 + 45 = 503

Vejamos agora a diferença destes números:  503 - 470 = 33

Como vocês podem ver não há nada forçado é pura matematica! Mas isto não acaba ainda pois estejam preparados para a maior surpresa.

Vejamos agora a soma destes números: 503 + 470 = 973 ??? . Realmente este número poderia me abalar, mas era questão de pouco tempo.

Se o pensamento era Jesus Cristo, não foi difícil achar a relação com esse número. O que pensava realmente aconteceu. Supreendentemente se tratava da Genealogia de Jesus. O Reino Unido de Israel chegou ao fim, após de cento e vinte anos de monarquia e três governos, Saul (1053 – 1013 a.C.), Davi (1013 973 a.C.) e Salomão (973 – 933 a. C.).

Ou seja, o ano 973 a.C. - Começa a reinar em Israel, Salomão, filho mais novo de David. 

 

Mateus 1

1 Registro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão:

2 Abraão gerou Isaque;  Isaque gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos;

   .............................................

16 e Jacó gerou José, marido de María, da qual nasceu Jesus,  que é chamado Cristo.

Esta verificação do nome de Jesus Cristo foi o máximo! Aqui neste ponto, cabe um esclarecimento de grande importância com relação ao tempo, pois, Jesus Cristo veio a este planeta há um pouco mais de 2.000 anos e a Grande Pirâmide  é impóssivel determinar a sua idade, 5.000 ... 70.000.  100.000, ou talvez milhões de anos? Mas por outro lado, o mesmo Jesus Cristo pelas suas próprias palavras podemos reconhecer que Ele já existia há bilhões de anos " Antes que Abraão existisse, Eu Sou".

Vejamos mais um exemplo de que como os números/ códigos nos relatam um de seus famosos milagres de Jesus Cristo.

 Escolhendo os números do vêrtice 6: Neste vêrtice se encontram o número  38, que determina o ângulo de inclinação das siringes (passagens ascendente e descendente): 38 - (3 + 8) = 27, ou seja,  27°, este ângulo é chamado ângulo de Cristo, pelo fato de que uma linha ligando a Grande Pirâmide a Belém atravessa o Mar Vermelho no ponto exato em que Moises separou as aguas.

O ângulo suplementar de 27° é  153°. Vejamos o que diz esse número:

Depois disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim:
Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos.

- - - - - - - - - - - - - - - - - -- -  -  - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Disse-lhes Jesus: Tragam alguns peixes que vocês acabaram de pescar."

Então Simão Pedro subiu na barca e arrastou a rede para a praia. Estava cheia de cento e cinqüenta e três peixes grandes (153). Apesar de tantos peixes, a rede não arrebentou.

João 21:1-2 ; João 21:10-11

Em matemáticas e outras ciências, uma fórmula é uma forma breve de expressar informação de modo simbólico, ou uma relação geral entre quantidades. Uma das fórmulas mais famosas é a de Albert Einstein, sobre a teoria da relatividade: E = m c²

Os que códigos que compõem a GP exprimem coisas físicas ou espirituais, a exemplo do número 38, fisicamente exprime o resultado de um âgulo e espiritualmente exprime o resultado da pesca milagrosa! Assim como também o mesmo número 38 pode exprimir o resultado de uma fórmula matemática ou fazer parte do cálculo de número de degraus da GP.

Não podemos negar em tudo isto que ao longo das antigas escrituras o Autor do Projeto (Jesus Cristo) é comparado com a Pedra Angular da estrutura. Normalmente, a pedra angular é a base de um edifício. No entanto, com uma pirâmide, a pedra angular está no topo – a “pedra de capeamento”.

 

ESTUDO DO NÚMERO 33 DENTRO DO CAMPO DAS PROBABILIDADES.

Depois de “escolher” os 33 números que fazem parte do Estudo da Grande Pirâmide, senti a necessidade de saber qual seria a possibilidade de acertar esses números dentre os 81 números que preenchem o Quadrado Mágico de ordem 9 (ver Fig. Anexa)

 

     QUADRADO MÁGICO DE ORDEM 9

 

Normalmente em um jogo de loteria como a Mega Sena que consta de 60 números é necessário acertar 6 números. Mas qual é a possibilidade de acertar esses 6 números? Aí é que entra o cálculo das combinações. O cálculo é feito com o seguinte algoritmo:

 

 

n = 60 e p = 6

O resultado desta operação matemática é : 50.063.860 =  5.0063860x10⁷

Como exemplo o resultado da Mega Sena do concurso 1540 (20-10-2013)

03  -  17  -  27  -  32  -  47  -  54

No caso de ser: n = 81 e p = 33

O resultado desta operação matemática é:   :   5.3779686509x10²²

E neste caso ÚNICO os números do acerto que correspondem à Grande Pirâmide são:

 1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 6 – 7 – 8 – 9 – 10 – 11 – 12 – 14 – 21 – 23 – 25 – 32 – 37 – 38 – 39 – 40 – 41 – 42 – 43 – 44 – 45 – 46 – 50 – 54 – 57 – 59 – 68 – 77

Como vemos a diferença numérica das possibilidades para “escolher” esses 33 números com relação à Mega Sena é muito grande. Mas não é só isso que podemos observar, somente existe um único acerto, não existem outros grupos de 33 números que possibilitem os mesmos resultados (ângulo de inclinação da Pirâmide, comprimento da base da pirâmide,  alturas da câmara do Rei e da Rainha, período do ano solar, etc.), podem tentar!

 E para sobrecarregar mais ainda estes cálculos a diferença dos números ímpares e pares dos novos números encontrados teria que ser 33! Isso para começar. Pois teriamos pela frente que os novos números escolhidos não podem mudar de lugar, se corre o risco de que o valor da constante 369 não feche em alguma linha horizontal, vertical ou diagonal, caso acontecer, já não seria um Quadrado Mágico perfeito.

- - - - - - - - - -  -- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

 

Antes de passar para a fase II - Os Sinais, vejamos a:

 

FINALIDADE DO PROJETO DA GRANDE PIRÂMIDE E SEUS CONSTRUTORES

 

A finalidade do Projeto era o CONHECIMENTO. Mas este conhecimento não seria transmitido somente para o planeta Terra. O Projeto da GP era mais ambicioso, era Universal. Se vocês concordarem comigo, existe vida em outras partes do Universo em diferentes graus de EVOLUÇÂO (os que chamamos de Alienígenas). A Ciência atualmente estuda a possibilidade de encontrar vida em outros planetas. A realização desta obra gigantesca e maravilhosa em geral era executada no momento ideal, onde há indícios de formação de uma civilização e, esta teria a aceitação do AUTOR. No nosso caso a data de construção da  Grande Pirâmide  foi muito, mais muito anterior à civilização da Atlântida.

Quem seriam os seus construtores? Eles seriam da confiança do AUTOR.  No caso da construção da GP no nosso planeta Terra quem seria esse Ser?

Os Estudiosos cogitam varias teorias:

Eusébio cita um historiador Egípcio chamado Manetheo que atribui a construção aos Hyksos ou Reis Pastores que vieram da Arábia, conquistaram o         Egito sem batalha, destruíram seus templos pagãos e converteram o Egito ao monoteísmo. Eles construíram a Grande Pirâmide e então partiram para a     Judéia. Jó, que dá nome um dos livros da Bíblia, pode ter sido parte desse grupo. Uma geração depois os Egípcios reverteram ao paganismo

- Uma realização de fato que a GP exibe uma sabedoria do projeto qual os egípcios não podiam ter possuído – uma sabedoria divina qual devia ter sido         trabalhada sob a supervisão de algum inspirado servo de Deus – tem levado à hipótese que Melquisedeque foi seu construtor (conclusão do Professor         Smyth).

- Fora destas teorias temos as teorias alternativas, em geral baseiam-se na ideia de que os verdadeiros construtores das pirâmides foram extraterrestres     ou membros de civilizações perdidas (como Atlântida). Os defensores destas teorias, dos quais os mais famosos são Erich Von Daniken e Zecharia           Sitchin.

Alguns estudiosos concordam que se a Pirâmide for bem mais antiga, isto poderia explicar por que o conhecimneto dos construtores se perdeu. Isto também sugeriria que deve ter havido uma antiga era egípcia com base astrofísica, que de algum modo adquiriu uma sabedoria superior que também foi aplicada no imenso circuito de pavimentos e câmaras inseridos nas pirâmides e em outras estruturas subterrâneas abaixo de Gizé. O livro Timeus de Platão sugere que teria havido antes da sua época (428 a 347 a.C.) uma cultura e uma Sabedoria que se perderam para a humanidade.

Meus estudos ainda não são conclusivos nessa parte. Mais provavelmente os construtores seriam: o próprio Noé ou algum descendente próximo dele.

 

 

 

 

 

       

 

 

  

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!